terça-feira, 16 de janeiro de 2018

O mal deste século por nome de ansiedade






A ansiedade é um sentimento devastador quando inflama nossa mente e coração, tendo o poder de consumir nossas forças, inibir iniciativas sensatas, e fazer de nossa alma um poço de angústias. Até as pessoas com maior influência entre as pessoas sofre com este mal chamado ansiedade.
  Todos nós passamos por algum momento de ansiedade, mas quando conseguimos colocá-la aos pés da confiança, tudo é controlado.
  A palavra de Deus diz:"lançando sobre ele (Deus) toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós." I Pedro 5.7
  Não é uma tarefa muito simples lançar algo por inteiro nas mãos de alguém. Só o fazemos quando há confiança. Então, confiar é muito mais que falar, é se desprender da incerteza que paira sobre nosso coração, de modo que, a tranquilidade que nos toma conta não pode ser abalada. 
  Estamos no começo do ano e muitos projetos começam preencher as folhas de papéis de nossa mente, junto com a expectativa de que em que tempo serão executados. Sempre há espaço para mais sonhos, ainda que tentamos priorizar no que manter o foco. 
  Vejamos que de muitos projetos e sonhos resultaram grandes conquistas, grandes feitos!
  Mas tudo tem que ser feito nas linhas do tempo, sem deixar que o ponteiro pare.
  Em Eclesiastes 3 diz que há tempo para todo as coisas debaixo do sol. 
  E quando se fala em tempo, nos vem à memória que o futuro não pertence à nós, ou seja, não temos total controle sobre ele. A palavra de Deus ainda diz: "...vós dizeis: Hoje ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos. Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque que é a vossa vida? É um vapor que aprece por um pouco e depois se desvanece. Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo."  Tiago 4. 13-15. Com base nesse texto, mais um vez fica claro que a melhor coisa é colocar nossos sonhos, projetos, expectativas nas mãos de Deus. 
  Entretanto, temos que confiar e agir na medida em que nos for proporcionado a oportunidade. Aliás, não adianta confiar e cruzar os braços. É preciso pedir direção à Deus para tomar as decisões. 
  Outra coisa interessante é que muitas vezes não sabemos pedir. Ficamos ansiosos em receber algo que pedimos mal. Primeiramente Deus olha a intenção do nosso coração ao fazermos o pedido. Vejamos o que diz a palavra:"Vocês querem o que não possuem, a tal ponto que matam pra consegui-lo. Desejam o que os outros têm, e não pedem a Deus. E mesmo quando pedem, não recebem, porque o objetivo de vocês está todo errado - vocês só querem o que dará prazer." Tiago 4.2,3. (versão de tradução na Linguagem de Hoje). Outrossim, confiar em Deus é seguido de fazer conhecido os nosso desejos. Deus é onisciente (sabe de todas as coisas), mas quer que falemos com ele. 
"  Não estejais inquietos por coisa algumas; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças." Filipenses 4.6
  Devemos confiar em Deus e aceitar que, quando lançamos algo em suas mãos, ele sabe o que é melhor. Ainda que não entendemos, compreendemos, ele sabe o que é melhor e tem o poder de controlar o futuro!