O Cireneu ajuda Jesus a carregar a cruz

   Do Evangelho segundo Mateus. 27:32; 16: 24Quando saíram, chegaram a um homem de Cirene, chamado Simão; esse homem eles compeliram a carregar sua cruz. Jesus disse aos seus discípulos: "Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me.
MEDITAÇÃO
   Simão de Cirene está a caminho de casa, voltando do trabalho, quando se depara com a triste procissão dos condenados - para ele, talvez, era uma visão comum. Os soldados forçam este homem robusto do país a carregar a cruz em seus próprios ombros. Quão irritante ele deve ter pensado que seria subitamente apanhado no destino daqueles condenados! Ele faz o que deve fazer, mas com relutância. Significativamente, o evangelista Marcos não apenas o nomeia, mas também seus filhos, que eram evidentemente conhecidos como cristãos e como membros dessa comunidade, cf. Mc 15:21. A partir desse encontro casual, a fé nasceu. O Cireneu, andando ao lado de Jesus e compartilhando o fardo da Cruz, veio a ver que era uma graça poder acompanhá-lo à sua crucificação e ajudá-lo. O mistério de Jesus, silencioso e sofredor, tocou seu coração. Jesus, cujo amor divino, sozinho, pode redimir toda a humanidade, quer que compartilhemos sua cruz, para que possamos completar o que ainda está faltando em seu sofrimento cf. Col 1:24. Sempre que demonstramos bondade ao sofrimento, aos perseguidos e indefesos e compartilhamos seus sofrimentos, ajudamos a levar a mesma cruz de Jesus. Desta forma, obtemos a salvação e ajudamos a contribuir para a salvação do mundo.
ORAÇÃO
   Senhor, você abriu os olhos e o coração de Simão de Cirene e lhe deu, por sua participação na sua cruz, a graça da fé. Ajude-nos a ajudar nossos vizinhos necessitados, mesmo quando isso interfere em nossos próprios planos e desejos. Ajude-nos a perceber que é uma graça poder compartilhar a cruz dos outros e, assim, saber que estamos caminhando com você ao longo do caminho. Ajude-nos a apreciar com alegria que, quando compartilhamos seu sofrimento e os sofrimentos deste mundo, nos tornamos servos da salvação e somos capazes de ajudar a construir o seu Corpo, a Igreja.