O que mais te preocupa?

Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer? ’ ou ‘que vamos beber? ’ ou ‘que vamos vestir? Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas.(Mateus 6:31-32)

Foi feita uma enquete em que se perguntou aos americanos o que mais lhes preocupava. A resposta número um foi: "minha aparência". Podem perder a casa. Podem perder as economias da vida inteira. Podem ser varridos da terra numa explosão nuclear, mas sua verdadeira preocupação é: "fico bem nesta roupa?"
As coisas não mudam muito. Cerca de dois mil anos atrás, Jesus disse: "Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer? ’ ou ‘que vamos beber? ’ ou ‘que vamos vestir? Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas" (Mateus 6:31-32). Trazendo para os dias de hoje, a preocupação número um das pessoas ainda é o exterior.

O que mais preocupa você? O que lhe causa mais ansiedade?
No Sermão do Monte, Jesus nos diz por que não devemos nos preocupar e nos diz o que fazer em vez disso. Então Ele conclui com esta afirmação: "Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas" (Mateus 6:33).

O que aprendemos de Jesus acerca da ansiedade e da preocupação é que o seguidor de Jesus Cristo não deveria viver cheio de ansiedade. Isso não quer dizer que o cristão não deva considerar necessidades como alimento ou vestuário. Sim, temos de considerá-los. Sim, temos de pensar no teto sobre nossas cabeças, no vestimento de nossos corpos e na comida em nossas barrigas. Na verdade, a Bíblia contém muitos conselhos sobre poupar dinheiro, investir com sabedoria e trabalhar duro para viver. Jesus não está dizendo que nunca devemos pensar nessas coisas. O que Ele diz é que não devemos ficar obcecados por elas nem viver preocupado com elas.

Preocupação não tira a tristeza de hoje; tira a força de amanhã.