Os nomes de Deus em 3 categorias

Todos temos um nome e é exatamente os nomes que são utilizados para se comunicar com uma pessoa. Antes de conhecer alguém a primeira preocupação que temos é saber o nome desta pessoa, pois sabemos que precisaremos saber o nome para podermos ter esta ponte de comunicação.

No princípio observamos que um único nome, era mais que suficiente para identificar uma pessoa, depois passaram a chamar a pessoa pelo nome mais o nome do Pai, em alguns casos associavam o nome com a profissão e até que o primeiro nome já não era suficiente para comunicar com uma pessoa tendo a necessidade de criar o sobrenome. Mesmo assim encontramos pessoas com mesmo nome e sobrenome, neste caso quando isso acontece se apela para o nome da mãe e do pai, e mesmo assim em casos raros pode se encontrar nome e sobrenome de pai e mãe iguais. 


Deus também possui um nome, porém com o temor de blasfemar o nome de Deus, os judeus evitavam falar o nome de Deus, porém passaram a substituir o nome de Deus, por uma de suas ações ou por uma de suas qualidades.


Intimamente relacionado com a glória e a vontade de Deus está o seu nome. especialmente aquelas quatro letras hebraicas que a gente evita pronunciar por respeito,por sua vez os judeus substitui por Adonai ( que significa Senhor).


Quando Deus ordenou a construção do santuário,a fim de poder estar com o seu povo, ele

que colocaria naquele lugar, o seu nome, isto é, a sua glória. ( Deuteronômio 12:5;14:23). Desta forma o nome de Deus se associa diretamente com a sua presença. 


Observem também que o amor de Deus, também está associado com o seu nome. Quando o Senhor se manifestou a Moisés, lá no deserto, por intermédio da sarça ardente, Ele ordenou Moisés fosse ao Egito para dali, tirar o povo de israel. Então Moisés se demonstrou curioso para saber qual era o nome de Deus. 


Todos os deuses do Egito tinha um nome, porém era natural Moisés saber o nome de Deus para transmitir ao povo. Moisés bem sabia que o povo não ia deixar o Egito para seguir um Deus anônimo. A resposta de Deus foi muito diferente do que Moisés esperava, talvez Moisés achava que Deus ia se apresentar como deus do fogo, deus da libertação, ou algum outro tipo de nome, porém Deus respondeu para Moisés: “diga ao povo que O EU SOU me enviou a vós.


Com esta resposta o Senhor estava dizendo para Moisés que o mais importante é o seu caráter do que seu nome. Porém muitos cristãos tem a curiosidade para saber qual é o nome de Deus. 


O famoso Tetragrama, que é o nome de Deus no Antigo Testamento. O que muitos pensam que Deus não tem um nome pessoal, porém Deus tem sim um nome pessoal. Este nome é redigido em hebraico por 4 letras. Muitos dizem que pronúncia deste nome é Jeová, outros dizem que se perdeu a pronúncia deste nome. 


Há porém alguns nomes que denominamos de nomes genéricos de Deus. Há também os nomes específicos de Deus e os nomes de Deus no Novo Testamento. Neste estudo iremos falar sobre estas 3 categorias de nomes de Deus.


1° Categoria - Nomes genéricos


São assim designados por não serem exclusivos da divindade. Estes nomes muita das vezes é utilizado para o Deus verdadeiro, quanto é utilizado para falsas divindades, até mesmo para o ser humano, por isso é que denominamos como nomes genéricos.


Uma coisa é importante esclarecer. Em nossa língua portuguesa,quando nos referimos o nome de deus, fazendo menção para uma divindade pagã, ou para um ser humano ou até mesmo para o diabo, “deus” ou “deuses”, são escritos com letras minúsculas, porém quando estamos falando do “Deus” verdadeiro, criador dos céus e terra, começamos a escrever o nome “Deus” com letras maiúscula. 


Vamos falar sobre estes nomes,confiram:


Eloah

É o singular de Elohim, ou seja, quando utilizamos o nome Elohim estamos fazendo menção da trindade ( Pai, Filho e Espírito Santo) e quando utilizamos o nome Eloah, estamos falando de apenas de uma das pessoas da trindade. 


Elohim

Este é o primeiro nome de Deus que aparece nas Escrituras (Gênesis 1:1). Elohim é um nome genérico que pode ser usado para identificar o Deus verdadeiro, como para divindades falsas, tais como:


Baal

Baal Berit

Quemos

Milcom

Dagom

Astarote

Baal Zebube

Nisroque

El

É o nome mais conhecido dentre os povos que se utilizam a língua semita para se referir a divindade. Na maioria das vezes este nome aparece sozinho, mas em alguns casos ele vem combinado com outras palavras para formar um termo composto com significado de deidade. Tais como:


El Berit .Deus que faz Aliança ou pacto

El Olan Deus Eterno

El Sale’i Deus é minha rocha

El Ro’i Deus da vista

El Nosse Deus de compaixão

El Qana Deus Zeloso

El Ne’eman Deus de graça e misericórdia

El Elyon Deus Altíssimo



2° Categoria - Nomes Específicos


Enquanto os nomes genéricos que acabamos de mencionar pode ser atribuídos para outro tipo de divindade, os nomes específicos só podem ser utilizados para mencionar o Deus verdadeiro. Por isso ao mencionarmos precisamos fazer com temor, reverência e devoção. 


Este nome denominamos de nomes específicos. São eles: El Shadday, Adonai e YHWU (Jeová). Neste estudo vamos falar de forma resumida sobre estes nomes.Vamos lá?


El Shadday


Este termo aparece só (Shadday Todo-Poderoso) e também composto (El Shadday Deus Todo-Poderoso). 


A bíblia está repleta deste termo em hebraico ( El Shadday ).Como base vamos nos utilizar do livro de Gênesis 28:3 ( E Deus Todo-Poderoso te abençoe, e te faça frutificar, e te multiplique, para que sejas uma multidão de povos). Em português as bíblias de estudo, traduz esta palavra, como Deus Todo-Poderoso. 


Este nome fala diretamente da onipotência de Deus, portanto ao pronunciarmos este nome também estamos dizendo: Deus Onipotente. Desta forma estamos declarando que não há limites para o poder de Deus. 


Adonai 


Este nome é o mais comum usado entre os judeus. Para que ninguém corresse o risco de blasfemar do nome divino, todas as vezes que houvesse uma necessidade de pronunciar o nome divino, os judeus substituem por Adonai, que significa Senhor. Desta maneira eles não corria o risco de blasfemar de alguma forma o nome tão reverenciado do Senhor.


A palavra Adonai no sentido histórico surgiu no exílio na Babilônia, quando os hebreus foram tirados de Jerusalém e levados cativos pelo rei Nabucodonosor, na Babilônia eles se depararam com vários deuses, até os judeus chamavam Deus de Yavé ou Javé, assim eles passaram a o Senhor de Adonai, destas formas eles também transmitiam para os babilônios, que Deus era o único Senhor e verdadeiro Deus.


YHWH  


O tetragrama é o nome divino que ocorre com maior frequência no Antigo Testamento, sendo escrito por 4 consoantes, isso ocorre porque o alfabeto hebraico não possui vogal. Não sabemos a pronúncia correta deste nome, pois os judeus deixaram de pronunciar o nome do Senhor passando a chamá-lo por diversos nomes pelos quais já mencionamos neste estudo.


O nome YHWH aparece de forma composta em muitas passagens da Escrituras. Vamos conferir alguns destes nomes:


Jeová Jireh - O Senhor Proverá

Jeová Rafa - O Senhor que Sara

Jeová Nissi - O Senhor é a Minha Bandeira

Jeová Shalom - O Senhor é Paz 

Jeová Raah - O Senhor é Meu Pastor


3° Categoria - Nomes No Novo Testamento


Em o Novo Testamento o nome de Deus era escrito por pelo menos de 3 maneiras. Theos, Kurios, Pater.


Theos - Deus

De todos os nomes aplicados para descrever o nome de Deus, Theos era o mais utilizado. 


Kurios - Senhor

A septuaginta traduziu o nome Adonai  e também o Tetragrama YHWH pela palavra grega kurios que significa Senhor.


Pater - Pai

Das três religiões monoteístas que existe: O cristianismo, o judaísmo, o islamismo. Destas três somente o cristianismo utiliza o nome Pai para se referir a Deus.


Postar um comentário

0 Comentários