A revelação sobre a divindade de Jesus


A maioria dos ensinamentos da bíblia são respeitados, ou pelo menos são considerados como sagrado. Muitos reconhecem que a bíblia é de autoria divina, porém há ainda muitas pessoas que têm dificuldades para compreender a fundo os seus ensinos.


As Escrituras Sagrada é a autoridade final, em relação às questões doutrinárias. Ela não precisa de um acréscimo para reter autoridade espiritual, ela é completa e tudo o que o homem precisa saber para ser salvo, já está contida nas Escrituras. Há porém algumas informações que são indispensável, e essas referências são vitais para entendermos o que precisamos dar relevância ou não.


Um desses inúmeros ensinamentos contido na bíblia, é a divindade de Cristo. Sendo este tema, um conteúdo indispensável para a salvação do homem, pois é necessário crer que Jesus é o Filho de Deus, o Messias prometido, o Emanuel ( Deus conosco).


A maior  dificuldade para alguns 


Quem é Cristo? Que tipo de pessoa ele é? Sendo assim, devemos permitir que Deus dê a última palavra de si mesmo, e que sua palavra nos revele a sua divindade.


Há diversas passagens bíblicas revelando Jesus como Deus. Tanto no Antigo Testamento, quanto em o Novo Testamento nós encontramos essas revelações, porém vamos focar nas revelações do Novo Testamento para ficar mais fácil a sua clareza no assunto.


Versículos que revelam sua divindade



 No princípio, aquele que é a Palavra já existia. A Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus.

Ele existia no princípio com Deus.

Por meio dele Deus criou todas as coisas, e sem ele nada foi criado. João 1:1-3


“Meu Senhor e meu Deus!”, disse Tomé. João 20:28


enquanto aguardamos esperançosamente o dia em que será revelada a glória de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo. Tito 2:13


E sabemos que o Filho de Deus veio e nos deu entendimento para que conheçamos ao Deus verdadeiro. Agora, vivemos em comunhão com o Deus verdadeiro, porque vivemos em comunhão com seu Filho, Jesus Cristo. Ele é o Deus verdadeiro e é a vida eterna. 1 João 5:20


É evidente que há muitos outros versículos, que falam diretamente sobre a divindade de Jesus, quanto também que falam indiretamente sobre sua divindade. Há muitos personagens bíblicos que faz tal declaração, mas o principal declaração que temos, é a afirmativa do próprio Senhor Jesus, por diversas vezes ele se revelou como Deus.


A primeira revelação de Deus em relação ao seu nome


YHWH é o nome impronunciável de Deus. Deus revelou pela primeira vez o significado desse nome ao seu servo Moisés. Após ser interrogado por Moisés como deveria chamá-lo, Deus responde para seu servo: “ EU SOU O QUE SOU”. Não satisfeito com a resposta de Deus, Moisés ainda insiste um pouco mais e pergunta: “Se o povo me interrogar, qual é o seu nome e perguntar quem me enviou, o que eu digo ao povo?”  A medida que Deus responde: “ Assim dirás aos filhos de Israel, EU SOU me enviou a vós”.


Jesus Cristo outorgou para si os nomes e títulos dados a Deus no Antigo Testamento e não foi somente isso, ele também permitiu que assim o chamasse. É incontestável que isso resultou em polêmica, pois ainda existiam alguns grupos que resistiam e negavam a divindade de Cristo. 


A septuaginta, traduziu o primeiro uso do vocábulo: “EU SOU”, registrado no Livro de Êxodo, capítulo 3 e versículo 14, pela palavra grega “ego eimi”. Em copiosas oportunidades Jesus empregou o termo “ego eimi” referindo-se a si mesmo, na forma unicamente usada por Deus. Confiram algumas dessas ocasiões:


Os líderes judeus disseram: “Você não tem nem cinquenta anos. Como pode dizer que viu Abraão?”.

Jesus respondeu: “Eu lhes digo a verdade: antes mesmo de Abraão nascer, Eu Sou!”. João 8:57,58


“Quem é você?”, perguntaram eles. Jesus respondeu: “Eu Sou aquele que sempre afirmei ser.  João 8:25


Então Jesus disse: “Quando vocês me levantarem, entenderão que Eu Sou o Filho do Homem. Não faço coisa alguma por minha própria conta; digo apenas o que o Pai me ensinou. João 8:28


Jesus, sabendo tudo que ia lhe acontecer, foi ao encontro deles. “A quem vocês procuram?”, perguntou.

“A Jesus, o nazareno”, responderam. “Sou Eu”, disse ele. (Judas, o traidor, estava com eles.)

Quando Jesus disse: “Sou eu”, todos recuaram e caíram para trás, no chão. João 18:4-6


Estas são algumas da vezes em que o Senhor Jesus Cristo, tomou para si este nome e título de forma direta, porém há algumas das vezes que ele se declarou como o “EU SOU”, de forma indireta, tais como:


  • Eu sou o caminho, a verdade e a vida. 

  • Eu sou o pão da vida.

  • Eu sou o bom pastor.

  • Eu sou a porta das ovelhas.

  • Eu sou a videira verdadeira.

  • Eu sou a ressurreição e a vida.

  • E sou a luz do mundo.

  • O Pai e eu somos 


Atributos divino


Sendo Deus, Jesus tem os mesmos atributos divinos do Pai e do Espírito Santo. Confira alguns destes atributos:


  • Onipresente

  • Onisciente

  • Onipotente

  • Eterno

  • Santo


E muitos outros atributos. Quer saber com maior detalhes sobre cada um e de outros atributos, confiram no estudo: Os 12 atributos de Deus.


Jesus com o título recebido pelos evangelhos sinóticos, Filho do Homem e Filho de Deus, estava afirmando a sua divindade, e muitos dos seus atributos são exclusivos de Deus. 


Cristo como Deus, revelou em diversas vezes o seu poder e algumas demonstrações deste poder aconteceu quando repreendeu o vento e mar, transformou água em vinho, deu vista aos cegos, fez paralíticos e coxos andarem, ressuscitou mortos e um desses foi o seu amigo Lázaro, e muitas outras coisas revelaram o seu poder como Deus. 


Conclusão 


O Novo Testamento e a fé cristã só fazem sentido se reconhecermos a divindade de Cristo. Muitos dos céticos também sabem muito bem disso, por isso eles tentam fazer alguns desacreditarem da divindade de Jesus, contudo todos os grupos e seitas que alegam ser cristãos, mas negam a divindade de Cristo, são classificados como hereges.


Postar um comentário

0 Comentários