Uma igreja para um povo feliz...

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Ministros são despenseiros de Deus

É bem verdade que não podemos exercer as funções ministeriais, sem a presença dos ministros. São os ministros que torna a igreja mais forte, sábia e ilustre. Agora não pense que todos em uma igreja pensa desta forma. Há muitos que desprezam o valor de um ministro, para o desenvolvimento de uma igreja, porém o ministro de Deus, precisa estar preparado para enfrentar, desprezo, humilhação e contudo ainda se manter fiel ao seu chamado ministerial.


Todo o sofrimento e desprezo que um ministro está sujeito a passar. Ele (ministro) precisa entender que seu ministério e seu chamado vem de Deus, mesmo que ele não agrade aos homens, será gratificante saber que suas obras estão agradando o Senhor.


Uma coisa que precisamos entender é que, os ministros não devem ser desonrados pelo povo de Deus, pelo contrário eram para serem estimados e tê-los como um exemplo de um verdadeiro servo de Deus. Pois são exatamente os ministros que estão dando sequência na obra realizada por nosso Senhor Jesus, por isso os ministros deveriam ser tratados como representantes de Deus na terra.


Só pelo fato do ministro ser encarregado de ministrar as obras de Deus, já seria motivo mais que suficiente para honrá-los. Não há nada mais honroso para o homem do que ter o privilégio de ser um mensageiro da palavra de Deus. Ainda que o povo não os honra por isso, contudo o ministro deve-se sentir honrado, por ser escolhido por Deus, para exercer tamanha honra.


Despenseiros de Deus 


Ser despenseiro significa que esta pessoa tem uma função de mordomo, em que está autorizado para mexer na dispensa (lugar onde se guarda os alimentos) para suprir, as necessidades de seus residentes e visitantes de uma casa. Sendo assim o administrador ou governante da casa.


O ministro como despenseiro de Deus, é responsável por administrar a obra de Deus, dando alimentos espirituais e servindo a igreja ( salvos em Cristo) com autoridade e unção de Deus. O despenseiro não é dotado de sua sabedoria ou capacidade humana simplesmente, mas ele também é dotado de sabedoria e capacidade que vem de cima, ou seja, ela vem unicamente e exclusiva de Deus.


Ser ministro significa que esta pessoa deve ser subordinada ao seu senhor, e não devem se ocupar em buscar o reconhecimento alheio, mas deve ser a todo momento fiel ao seu senhor. De igual modo o ministro de Deus, deve permanecer fiel a Deus, e ser subordinado a sua palavra (Bíblia).


Ministro de Deus


O termo eram utilizados pelos gregos, e davam a ideia de escravos que ficavam na terceira embarcação como remadores. Talvez este seja o motivo principal pelo fato da igreja em Corinto desprezar tanto os seus ministros.


O que o ministro de Deus deve levar em consideração, são exatamente os ensinos de Jesus em relação a este tema. Jesus por diversas vezes disse que quem deseja ser o maior no Reino dos Céus , deve ser o menor entre os irmãos. O próprio Senhor Jesus, por diversas vezes foi um exemplo de servo (ministro) para nós. 


Encontrado fiel


É evidente que a aprovação humana tem o seu valor, porém o ministro de Deus, não deve buscar somente aprovações dos homens, e nem deve basear o seu ministério apenas neste quesito. O que o ministro precisa ter ciência é a fidelidade de seu ministério diante de Deus.


No estudo: O poderio da mensagem da cruz, no tópico: o homem não entende. Você vai compreender com maior facilidade este tópico e porque os coríntios não tinham  um julgamento fiel em relação aos ministros.


Cada um receberá de Deus


Tudo o que o homem semear, na ocasião certa ele vai colher. Embora isto também seja um ditado popular, as Escrituras constantemente vem dando esta afirmação. Em relação ao ministério de Deus, esta mesma verdade é aplicada.


Seja boa, ou seja ruim,  a obra de cada um será julgada, e se for o caso será recompensada pelo Senhor. Todas as obras que realizamos na obra de Deus, está registrada e virá a tona na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e no Tribunal de Cristo, cada ministro receberá ou não o seu galardão.


O ministro é humilde


Tudo vem de Deus


Quando uma pessoa ou uma igreja se acha boa o suficiente, esta pessoa ou denominação está correndo um grande risco de declínio espiritual.


Tem muitas pessoas que gostam de se gabar de sua congregação ou denominação, como sendo a igreja ou denominação a única verdadeira e correta que irá levar a pessoa para a salvação. Quantas boas igrejas, estão se tornando uma seita, devido este exclusivismo que ocorre de forma interna entre os seus membros, que esquecem do sacrifício de Jesus na cruz, dando mais valor a denominação do que o obra expiatória de Jesus. 


Em outro extremo, temos aquelas pessoas que conseguem sobressair muito bem em uma determinada área, e com isso acham que com seus próprios méritos alcançaram tal proeza. 


A verdade nua e crua é que, tudo provém de Deus. As habilidades que uma pessoa possui, vem do Senhor, o crescimento de uma igreja é concedido pelo Senhor. Por esta razão Paulo disse em seu discurso: “Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é quem dá o crescimento.


Toda glória precisa ser creditada ao Senhor. Uma denominação ou organização, não deve receber glória. Nem um líder ou ministro deve se engrandecer por coisa alguma. Contudo deve se comportar com humildade, tendo a consciência que aos que a si mesmo se humilham, serão exaltados pelo Senhor.


Espetáculo ao mundo


Os romanos tinha por costume lançar os escravos ou condenados à morte na arena, para digladiarem entre eles, ou para serem mortos por leões famintos ou por outras feras. O apóstolo Paulo está fazendo uma comparação, como sendo os ministros um espetáculo para o público, assim como estas pessoas eram tidas como um espetáculo.


Lixo e escória do mundo


Mais uma vez, o apóstolo Paulo em forma de protesto, fala sobre de que forma os coríntios tratavam-os. Constantemente eles eram desprezados, perseguidos, passavam fome, frio, calúnias e difamações, tudo isso por pregarem o evangelho da salvação.


Era muito comum o mundo colocar pessoas do bem, porém mal informadas, contra os ministros de Cristo. Hoje isso ainda ocorre. Hoje a igreja é constantemente caluniada e desprezada pela mídia secular. 


O ministro tem autoridade  


Pai espiritual


O apóstolo Paulo aqui está colocado na posição de um pai. Constantemente o apóstolo está exercendo esta função para os coríntios, porque suas mensagem era de admoestações, ou seja, de ensino. Eram mensagens de conselhos, o que o apóstolo transmitiam para o povo.


Era necessário corrigir estes pensamentos, e estas atitudes em que o povo estavam praticando. Como um pai, Paulo bateu de frente com estes erros, pois o povo não poderia permanecer desta forma, não tinha como fazer “vista grossa”, por isso Paulo tomou uma posição de pai espiritual para os coríntios.


Sejam meus imitadores


Esta expressão “sejam meus imitadores” é nada mais do que dizer aos coríntios, que se eles queriam se espelhar em alguém para fazer o que é correto, poderia imitá-los.


Esta expressão também era uma advertência, para que eles entendessem que o evangelho de Cristo, não os motivam a se comportarem de tal maneira. Assim como um pai, deve ser exemplo para os seus filhos, Paulo como ministro de Cristo era um grande exemplo para os cristãos.


Não sei se você como cristãos, tem uma pessoa em que você tem como referências, porém caso você não tenha esta referência, você pode imitar a pessoa do apóstolo Paulo, ou aprender de Jesus, que é humilde e manso.


Hoje como nunca, precisamos de referências no meio cristão. O lamentável é quando um cristão, busca referência no mundo secular, e a maioria das vezes em pessoas que são até mesmo blasfemadores de Cristo e do evangelho. Tem muitas pessoas cristãs, que possui todos os perfis para ser um exemplo de vida para você, siga-os.


Autoridade e amor


Nós todos, ao expor uma correção. Queremos que o erro seja corrigido. Nós não queremos expor a pessoa ou condenar a pessoa, o que esperamos é que elas se convertam e corrijam o seu erro. 


A palavra de Deus, nos ensina, que quem ama corrige. A correção é uma prova de amor. Muita das vezes evitamos trazer uma correção, porém é o amor pela alma, que nos constrangem a corrigi-las, pois sabemos que a permanência no erro, vai conduzir a pessoa para a condenação de sua alma.


Share:

0 Comments:

Postar um comentário

Definition List

Unordered List

Support